Início Educação Ambiental Parque Natural passa por limpeza para esperar visitantes

Parque Natural passa por limpeza para esperar visitantes

1047
0
COMPARTILHAR

limpeza do parqueDurante as férias escolares o local recebe muitos estudantes que aproveitam o tempo livre para fazer passeios, além de turistas e grupos de ciclistas que usam o parque como ponto de encontro

Nesta época do ano, o verão e o calor deixam as pessoas mais propensas a passeios ao ar livre, com maior contato com a natureza e sua exuberância. Em Lages uma das opções de lazer com gostinho de aventura são as trilhas no Parque Natural Municipal João José Theodoro da Costa Neto, localizado no bairro São Paulo, às margens da BR-116. Nesta semana uma equipe da Secretaria de Meio Ambiente está concentrada na limpeza e manutenção do local.

De acordo com o gerente Giovanni Tomazelli, durante as férias escolares, tanto de escolas municipais e estaduais quanto de universidades, o local recebe muitas visitas de estudantes que aproveitam o tempo livre para fazer passeios. “Com o calor e as chuvas o mato cresce muito rapidamente, por isso a manutenção precisa ser constante”, diz.

Recentemente foram plantadas quase 500 mudas de ipês amarelos em toda área de recuperação do parque, doadas por empresas da iniciativa privada. Destas, aproximadamente 200 estão em pleno desenvolvimento, modificando o aspecto do lugar. “É um processo lento, desenvolvido ao longo do tempo, superando o frio intenso e geadas, mas já temos bons resultados”, afirma Giovanni.

Belezas naturais encantam

Pessoas interessadas em realizar trilhas com um guia precisam agendar horário, ligando para a Secretaria de Meio Ambiente, no número (49) 3222-8275. Já os passeios livres estão disponíveis a qualquer horário, pois o parque não possui portão fechado. Muitos turistas e até grupos de ciclistas utilizam o local como ponto de encontro. Bancos rústicos, de madeira, foram colocados em volta da lâmina de água, em frente à sede do parque, propício para piqueniques e bate-papo.

E quem se aventurar pelas trilhas ecológicas, além de poder se deparar com animais nativos, araucárias centenárias, vegetação intocada e a paisagem deslumbrante, poderá chegar a muitas cascatas. “É grande a participação de turistas. Nesta época temos muitos parentes de pessoas que moram aqui e que aproveitam a viagem para conhecer o local”, comenta Giovanni.

Sede antiga está desativada

No ano que vem será inaugurada a nova sede do parque natural. O prédio contará com anfiteatro, cantina, salas para capacitações e uma central de atendimento. Todos os móveis serão de madeira, dando um aspecto rústico, de acordo com os princípios de sustentabilidade do parque. A antiga sede foi desativada e deverá ser demolida por orientações jurídicas e normas de segurança, pois não poderá ser reutilizada. “O material oriundo da demolição será utilizado para construção de quiosques em volta da nova sede para instruções ecológicas, para que o espaço seja melhor aproveitado”, informa.

Atração

Enquanto as equipes trabalhavam nas roçadas e recuperação das trilhas, marrecos selvagens nadavam no lago em frente à sede do parque. Muitos animais são atraídos pela vegetação nativa e a natureza intocável do local.

Legenda: Nesta semana uma equipe da Secretaria de Meio Ambiente está concentrada na limpeza e manutenção do local (Foto: Ary Barbosa)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here