Início Eco SC Chapecó amplia a área de abrangência da Coleta de Lixo Automatizada

Chapecó amplia a área de abrangência da Coleta de Lixo Automatizada

374
0
COMPARTILHAR

foto lixo

 

Chapecó – O sistema automatizado de coleta do lixo orgânico em Chapecó está sendo ampliado. A instalação dos novos containers metálicos para a destinação dos resíduos orgânicos (verde) já começou. No total serão 200 novos pares de lixeiras distribuídas pelas ruas de bairros onde o serviço já é disponibilizado: Maria Goretti, Santa Maria, Jardim Itália, São Cristóvão e Líder. Neste primeiro momento estão sendo colocados os recipientes verdes, e na sequência, de forma gradativa, serão instalados os containers laranja, para os resíduos recicláveis.

Antes da ampliação existiam 460 containers verdes e 470 laranjas. Nesta nova fase serão instalados mais 400 unidades, 200 verdes e 200 laranjas. O recipiente verde tem capacidade para 3,2 m3 de lixo. Os novos containers laranja serão um pouco maiores que os existentes. O volume aumentará de 1,2m3 para 1,8m3.

Com essa ampliação, a área urbana beneficiada pelo serviço passa de 35% para 51%. Hoje dois caminhões realizam a coleta automatizada de lixo orgânico e um terceiro veículo faz a higienização dos containers. Em média, são recolhidas 1060 toneladas/mês de lixo orgânico no quadrante central. Com a expansão, a estimativa é que o número de toneladas/mês recolhidas suba para 1450. Já a coleta seletiva é realizada por cinco caminhões e sete equipes. O material coletado é distribuído nas oito Associações de Catadores de Chapecó. Hoje são coletadas 20 toneladas/dia de materiais recicláveis em Chapecó.  “Em um período de aproximadamente 30 dias, em média, que chamamos de fase de adaptação ao novo sistema, estaremos realizando os dois tipos de coleta: manual e automatizada”, afirmou a Secretária de Serviços Urbanos e Infraestrutura, Margarete Farezin.

O sistema automatizado de coleta apresenta inúmeras vantagens em relação ao processo de coleta manual, como a diminuição significativa do lixo depositado nas vias públicas; redução de riscos de doenças devido à exposição dos resíduos; a eficiência e rapidez na coleta; contribuição com o meio ambiente; além da facilidade e comodidade ao cidadão para fazer o depósito do lixo a qualquer momento. “Esta é uma ação inédita em Santa Catarina. A tecnologia é referência em grandes cidades da América do Sul e da Europa. Modernizamos a coleta em 2013 para deixar a cidade ainda mais limpa e sustentável”, complementou o Prefeito Luciano Buligon.

A coleta automatizada no quadrante central não altera o recolhimento do lixo orgânico nos demais bairros da cidade, nem a coleta seletiva, do lixo reciclável, em todo o território municipal. Hoje o sistema automatizado abrange oito bairros: Centro, Maria Goretti, Presidente Médici, Jardim Itália, Santa Maria, São Cristóvão, Palmital e acesso ao Aeroporto.

 

 

 

Orientação à comunidade

 

Para garantir a eficácia do sistema na nova área de abrangência haverá um período de orientação à comunidade atendida. Serão distribuídos folders explicativos aos moradores e empresários da nova área contemplada. A intenção é informar sobre o uso correto dos containers, principalmente no que se refere à disposição dos resíduos e os tipos de lixo proibidos, como pilhas, baterias, lâmpadas fluorescentes, peças automotivas, madeiras, móveis, eletroeletrônicos, restos de podas, recipientes de tinta, entre outros. Haverá ainda a orientação para a retirada das atuais lixeiras em frente às casas e prédios.

 

Como funciona

 

Os recipientes instalados em Chapecó são fabricados na Itália e fornecidos pela empresa chilena Themac, que possui escritório em Canoas-RS. A empresa prestadora do serviço de coleta do lixo em Chapecó é a TOS Obras e Serviços Ambientais Ltda. O recolhimento do lixo úmido no quadrante central é feito por caminhões compactadores, equipados com braços mecânicos. Sob o comando de um motorista, eles esvaziam o conteúdo e deixam o container no mesmo lugar. Em seguida, passa um caminhão de lavação para fazer a higienização interna e externa com um jato d’água.

 

O que colocar no container VERDE: resíduos orgânicos

  • Restos de frutas, verduras, legumes e alimentos;
  • Papéis higiênicos;
  • Fraldas;
  • Guardanapos;
  • Esponjas;
  • Materiais que se decompõem.

 

O que depositar no container LARANJA:

  • Garrafas pet;
  • Embalagens;
  • Papel e papelão;
  • Alumínio;
  • Sacolas plásticas;
  • Caixas de leite;
  • Vidros

 

Créditos: texto Vanessa Hubner / fotos Luciano da Luz / divulgação PMC

 

 

Mais informações

Assessoria de imprensa: 3321-8433

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here