Início Eco SC Projeto que incentiva a sustentabilidade retornará a funcionar nas escolas municipais ...

Projeto que incentiva a sustentabilidade retornará a funcionar nas escolas municipais  

161
0
COMPARTILHAR

 

Lages – SC – Foi assinado um Termo de Compromisso que firma a parceria de um grupo de bolsistas do CAV/Udesc com o Projeto Lixo Orgânico Zero, em que os integrantes atuarão nas Escolas Municipais de Educação Básica (Emebs)

O Projeto Lixo Orgânico Zero, conhecido Estado afora como Método Lages de Compostagem, retornará a funcionar nas escolas da rede municipal, neste ano de 2019, com auxílio de 25 bolsistas do Centro de Ciências Agroveterinárias (CAV), da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc), que disponibilizam seu tempo a ajudar a comunidade escolar na manutenção da Mini Compostagem Ecológica e demais ramificações do Projeto.

A equipe apresentou sua proposta para 2019 na reunião de diretores da Secretaria Municipal da Educação na manhã desta quinta-feira (14 de fevereiro), na presença do secretário de Serviços Públicos e Meio Ambiente, Euclides Mecabô (Tchá Tchá), vestido com a camiseta do Projeto, e disse acreditar no impacto que esta mobilização pode gerar. “Temos que começar esta mudança por nós, pela nossa casa”, avalia.

A secretária da Educação, Ivana Michaltchuk, nesta ocasião, assinou o Termo de Compromisso que firma a parceria com o Projeto, aceitando receber os integrantes do grupo nas Escolas Municipais de Educação Básica (Emebs), disponibilizando o espaço para a realização das atividades, e se comprometendo a dar continuidade ao Projeto, tornando-o permanente na escola. Estas ações serão efetivamente estimuladas e orientadas pela equipe da Secretaria de Educação com os gestores das escolas.

O Projeto Lixo Orgânico Zero tem ganhado força chegando a ser reconhecido em grandes eventos e representando o município de Lages com seu método de compostagem. Germano Güttler (coordenador técnico do Projeto Lixo Orgânico Zero) e Silvia Oliveira (diretora de Meio Ambiente da Secretaria do Meio Ambiente) são os responsáveis por tornar realidade o sonho de um mundo sustentável, começando pelo lugar onde cada indivíduo vive. A criação do Projeto foi acolhida amplamente pela Secretaria do Meio Ambiente e prefeitura de Lages, passando de um projeto piloto a algo reconhecido pela mobilização da comunidade e extensão de seus benefícios para o município.

As ramificações do Projeto, como o Projeto PEV, que faz das escolas parceiras pontos de coleta para a sobra do óleo de cozinha, e o Projeto LEV em parceria com a Companhia de Bebidas das Américas (Ambev), com recolhimento do produto reciclável e encaminhamento para a Cooperlages, além de projetos como a Horta Feliz e a TAMPETS, que coleta tampinhas de garrafa pet em troca da castração de animais.

Método Lages de Compostagem

No Método Lages de Compostagem que será aderido nas escolas, os resíduos orgânicos são depositados diretamente sob o solo e cobertos com material orgânico de difícil decomposição (serragem, cinzas de queima de biomassa, podas trituradas de árvores, etc.). Desta forma, os resíduos orgânicos não ficam aparentes e não geram mau cheiro. Após 40 dias estará pronta para o cultivo de plantas. A Secretaria do Meio Ambiente irá auxiliar as unidades escolares com a disponibilização do material orgânico de difícil decomposição, conforme a solicitação da equipe gestora.

 Texto e fotos: Karoline Kitabayashi

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here