Início Natureza Recebimento de embalagens em 98 municípios do Oeste catarinense

Recebimento de embalagens em 98 municípios do Oeste catarinense

55
0
COMPARTILHAR

No dia 10 de setembro, as equipes do Programa de Recebimento de Embalagens Vazias de Agrotóxicos começam o roteiro pela região Oeste de Santa Catarina. No total, 98 municípios serão contemplados pelo itinerário que irá até o dia 8 de novembro. Os produtores deverão levar as embalagens tríplice-lavadas até os pontos de coleta conforme as informações contidas nos convites entregues pelos profissionais de campo das empresas de tabaco.

Nos dias 10, 11 e 12, os caminhões do Programa farão a coleta em localidades rurais dos municípios de Guaraciaba e São José do Cedro. Para o dia 13, a previsão é o recebimento de embalagens em Princesa e Guarujá do Sul. Na próxima semana, as equipes estarão em Campo Erê, São Bernardino, São Lourenço do Oeste, Dionísio Cerqueira, Anchieta e Palma sola. A partir de 24 de setembro, os produtores de tabaco contemplados serão os de Belmonte, Descanso, Itapiranga, Tunápolis, Santa Helena, Iporã do Oeste, São João do Oeste, São Miguel do Oeste e Bandeirantes.

Em outubro, o roteiro de recebimento de embalagens passará por Mondaí, Riqueza, Caibi, Palmitos, São Carlos, Cunhataí, Águas do Chapecó, Caxambu do Sul, Guatambu, Maravilha, Flor do Sertão, Romelândia, Paraíso, Barra Bonita, São Miguel da Boa Vista, Tigrinhos, Santa Terezinha do Progresso, Iraceminha, Cunha Porã, Saudades, Pinhalzinho, Nova Erechim, Águas Frias, Chapecó, Nova Itaberaba, Planalto Alegre, União do Oeste, Coronel Freitas, Modelo, Bom Jesus do Oeste, Serra Alta, Saltinho, Sul Brasil, Quilombo, Santiago do Sul, Ipuaçu, Bom Jesus, Ouro Verde, Abelardo Luz, Coronel Martins, São Domingos e Lageado Grande.

E em novembro, haverá recebimento de embalagens em zonas rurais de Lindoia do Sul, Irani, Vargem Bonita, Arroio Trinta, Xaxim, Rio das Antas, Fraiburgo, Lebon Régis, Curitibanos, Frei Rogério, Brunópolis, Ibian, Tangará, Herval D´Oeste, Celso Ramos, Anita Garibaldi, Cerro Negro, Abdon Batista, Vargem e São José do Cerrito. O Oeste catarinense é uma das diversas áreas abrangidas pelo Programa, pois a coleta itinerante ocorre em todas as regiões produtoras de tabaco do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina.

A ação pioneira de logística reversa dá o destino certo às embalagens de agrotóxicos, pois o material coletado é destinado para centrais de recebimento credenciadas pelo Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias (inpEV), onde passa por triagem e separação. Em torno de 90% das embalagens são destinadas à reciclagem e 10% são enviadas a incineradoras e aterros sanitários.

Para conferir o roteiro completo, com datas e horários de cada ponto de coleta, acesse aqui.

Crédito das imagens: Divulgação

Saiba mais sobre o agronegócio do tabaco

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here