Início Sustentabilidade Nutrire recebe certificado de parceira do meio ambiente

Nutrire recebe certificado de parceira do meio ambiente

118
0
COMPARTILHAR

Em tempos de insegurança proveniente da pandemia, a empresa recebeu mais um reconhecimento por suas ações e práticas sustentáveis.

 Você sabia que o plástico pode levar mais de 400 anos para se decompor? E não para por aí! Você sabia que em bem pouco tempo haverá mais plástico nos oceanos do que peixes? Esses são apenas alguns dados divulgados pela Organização das Nações Unidas – ONU, sobre a poluição causada pelo descarte de objetos de plástico, um dos grandes desafios da atualidade.

O olhar da Nutrire para ações práticas que fazem a diferença resultou em mais uma certificação da Plastiweber. O selo de “Parceiro do Meio Ambiente” foi dado à empresa pela utilização de 29.698 kg de embalagens plásticas em 2019, todas produzidas com energia eólica, matéria-prima renovável e práticas sustentáveis, resultando em diversos benefícios ambientais e sociais.

Na prática, esse número representa uma redução do uso de energia elétrica equivalente ao consumo anual de 47 residências. Além disso, essa quantidade também é compatível com a diminuição do consumo anual de água proporcional a mais de 50 moradias.

Para Murilo Souza, especialista em Meio Ambiente da Nutrire, investir em ações que protejam o planeta de alguma forma não apenas fortalece a missão da indústria, mas também aprimora o relacionamento do seu negócio com a sociedade.

Processos revistos e remodelados

A empresa também recebeu o selo verde ‘Eu sou Eco’, emitido pela Plastiweber Embalagens Sustentáveis, que certificou a Nutrire por ter utilizado 20,90 toneladas de embalagens plásticas recicladas, produzidas com energia eólica, matéria-prima renovável e práticas sustentáveis, resultando em diversos benefícios ambientais.

“Estamos falando nas reduções de 31,98 toneladas de gases de efeito estufa; 25.498 litros de consumo de petróleo; 20,90 toneladas de resíduos plásticos em aterro e na diminuição de 156,33 m³ no consumo de água no total desse processo. É aquela história antiga, se cada empresa fizer a sua parte estaremos a caminho da real transformação”, acrescenta o especialista.

Souza também acredita que as parcerias corretas fazem a diferença para um destino ambientalmente adequado das embalagens, ou seja, “é possível auxiliar na capacitação e ampliação produtiva das cooperativas de catadores, fortalecimento dos pontos de entrega voluntária e investimento em campanhas de conscientização”, diz.

Aumentos nas emissões de CO2

O observatório Mauna Loa Atmospheric Baseline, do Havaí, revelou ainda que houve do ano passado para cá um aumento de 3,5 partes por milhão (ppm) nas emissões de CO2, um dos principais gases responsáveis pelo efeito estufa. Com um aumento contínuo desse e outros gases do efeito estufa, o aquecimento global chega a um momento crítico.

O recente Painel Internacional de Mudanças Climáticas divulgou que  apenas um aumento de 1,5°C acima dos níveis pré-industriais antes de 2100 pode significar riscos sérios à vida. É por isso que programas ambientais promovidos pelas indústrias são tão importantes. Criamos o “Boas Práticas Ambientais”, onde os colaboradores são orientados quanto ao cumprimento das normas ambientais em vigor.

Crédito da foto: Assessoria de Imprensa / 


Informações para imprensa:

Jornalista Ju Farias

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here