Início Natureza FIESC destaca força do setor plástico

FIESC destaca força do setor plástico

1169
0
COMPARTILHAR

plástico

Potencial da manufatura avançada no segmento plástico foi sublinhada por Côrte (foto: Heraldo Carnieiri)

 

Joinville –  O elevado grau de encadeamento produtivo, a forte geração de emprego e renda e a alta capacidade de trazer soluções e inovações para a sociedade fazem com que a indústria do plástico assuma um papel estratégico para o desenvolvimento econômico e social brasileiro. A avaliação foi feita na noite desta terça-feira (16) em Joinville pelo presidente da Federação das Indústrias de Santa Catarina (FIESC), Glauco José Côrte, durante a abertura da Interplast, Feira e Congresso de Integração da Tecnologia do Plástico, em Joinville.

 

O setor plástico brasileiro obteve em 2015 um faturamento de R$ 62,2 bilhões de reais, com uma produção de 6,6 milhões de toneladas de transformados plásticos. As 11,5 mil empresas do setor plástico nacional empregam mais de 350 mil trabalhadores, representando o quarto setor que mais gera empregos na indústria da transformação. Santa Catarina é o segundo Estado que mais emprega no País, com 40 mil trabalhadores e cerca de mil empresas, representando 11,4% dos empregos e 8,3% dos estabelecimentos totais do país.

 

Côrte chamou atenção para o assunto da abertura do evento, que foi a indústria 4.0, também chamada de manufatura avançada. “Focado em integração da tecnologia do plástico, o tema é estratégico para o fortalecimento da indústria catarinense”, disse. Tem origem na aplicação em larga escala da digitalização à produção industrial e representa um novo potencial de crescimento industrial,” acrescentou, enumerando entre as principais utilizações da manufatura avançada no setor de plásticos a otimização de processos e o desenvolvimento de produtos e de modelos de negócios. Côrte também lembrou da criação, pioneira, em Santa Catarina, da Associação Brasileira de Internet Industrial, na semana passada.

 

Em linha com o presidente do Sindicato da Indústria de Material Plástico no Estado de Santa Catarina (Simpesc), Albano Schmidt, o presidente da FIESC ressaltou que a realização da feira é um indicativo da confiança da indústria na melhora do cenário econômico. “O industrial catarinense não se abate frente aos desafios e olha para um horizonte mais longo, trabalhando para sair antes da crise”, disse.

 

Workshop – Na tarde do dia 18 será realizado o Workshop SENAI de manufatura avançada, voltado a profissionais do setor e vai abordar questões como a fabricação e recuperação de moldes, processos especiais de fabricação, captação de recursos e microinjeção. No dia 19 será o SENAI, também entidade da FIESC, abordará o estágio como ferramenta estratégica para as empresas.

 

A Feira – A Interplast apresenta novidades dos mais variados setores como máquinas, equipamentos, transformadoras, ferramentarias, embalagens, matérias-primas, periféricos, design e serviços. Realizada pelo Simpesc, a 9ª edição tem o apoio da FIESC, da Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (ABIMAQ) e Associação Brasileira da Indústria do Plástico (ABIPLAST). Paralelamente ao evento ocorrem a 3ª EUROMOLD Brasil – Feira Mundial de Construtores de Moldes e Ferramentarias, Design e Desenvolvimento de Produtos – e o CINTEC 2016 Plásticos – Congresso da Inovação Tecnológica e a Rodada de Negócios.